notícias

Cuidados importantes na colheita do milho safrinha

28/07/2021

Cuidados importantes na colheita do milho safrinha

O período de colheita do milho safrinha é, sem dúvidas, um dos momentos mais aguardados do ciclo da cultura pelo agricultor, no qual este colhe os frutos de todo seu investimento, dedicação e trabalho.

Entretanto, é importante tomar certos cuidados nesta fase final do ciclo, de modo que haja o mínimo possível de perdas com o produto a ser colhido, bem como prejuízos relacionados à área de cultivo e ao procedimento da colheita.

O milho é uma cultura que se apresenta apta a colheita a partir de sua maturidade fisiológica, observada a partir do aparecimento de pequena camada preta na extremidade do grão que está ligada ao sabugo. Porém, por si só este não é o único indicativo para dar a largada na colheita, devendo-se observar alguns parâmetros e tomar cuidados antes e durante o procedimento da colheita.

Dentre os cuidados a serem tomados, recomenda-se o monitoramento da umidade dos grãos, os quais devem estar preferencialmente abaixo de 21% de umidade no momento da colheita, sendo o ideal em torno de 18%, visto que os descontos no recebimento do produto serão maiores quanto maior umidade, já que haverá um maior custo e tempo destinado a secagem, atrasando assim o armazenamento. Atentar-se também a correta regulagem e operação da colhedora, fatores de grande importância quando se pensa em redução de perdas na colheita, onde a rotação do cilindro, abertura do côncavo e das peneiras e a ventilação, devem ser compatíveis com a umidade do produto, além de precaução com a velocidade de deslocamento da colhedora a qual deve estar em função produtividade que esta sendo obtida, pois quando elevada, causa perda de grãos e há o risco da ocorrência de possíveis embuchamentos, sendo que velocidade mais adequada de deslocamento varia de 4 a 6 Km/h. Em anos de ocorrência de geadas, como o caso deste ano, este monitoramento possui uma importância ainda maior pois com a qualidade do grão já comprometida, a colheita realizada fora dos padrões desejados podem acentuar ainda mais as perdas.

O importante que se acompanhe e verifique as possíveis perdas que estejam ocorrendo, sendo toleráveis até 1,5 saca/Hectare de milho que está sendo obtido.

Deve-se observar ainda, a condição de umidade do solo, sendo ideal que o mesmo esteja o mais seco possível, a fim de evitar a compactação do solo da área agricultável, o que gera prejuízos ao sistema radicular da cultura a ser implantada na sequência, comprometendo também o seu potencial produtivo.


* Conteúdo produzido com a colaboração do setor Agronomico da Copagril.

Outras Notícias:


Sede Administrativa
Rua Nove de Agosto, 700
Marechal Cândido Rondon - PR
CEP: 85960-000

Fone: (45) 3284-7500 -
Redes Sociais
SAC
Copyright® Copagril - Todos os direitos reservados - Política de Privacidade Produzido por BRSIS