notícias

Granjas de suínos de cooperados Copagril recebem certificação

28/04/2021

Granjas de suínos de cooperados Copagril recebem certificação

A certificação das granjas de suínos é um processo de mudança cultural que compõe um conjunto de melhorias estruturais e organizacionais que tem por objetivo primordial blindar a cadeia de produção de suínos, com foco na gestão mais eficiente em resultados de sanidade, conversão, comercialização e financeiros.

Cooperados da Copagril, integrados na produção de suínos e habilitados dentro do Programa de Suíno Certificado Frimesa estão recebendo a placa de identificação, a qual situa a propriedade dentro do modelo produtivo, fomentando os procedimentos de qualidade, saúde e bem-estar.

“Grande parte destes produtores, cooperados Copagril, já estão habilitados e em conformidade com o Programa de Certificação desde 2020 e outros ainda antes. Essa placa não é apenas mera identificação, mas representa todo um trabalho que realizamos – cooperados e Copagril – para a certificação. E mais do que isso, com esse tempo decorrido, é também o símbolo do trabalho contínuo realizado nas granjas, uma vez que, não é apenas mudar e melhorar para certificar, mas sim, manter um alto padrão de qualidade e reforçar diariamente as ações preconizadas pela certificação. É uma mudança cultural efetiva e esse ato, de modo simples, tem um grande valor, pois não representa apenas a certificação, mas o trabalho diário que os cooperados tem nas granjas”, explica a zootecnista do Fomentos Suínos da Copagril, Liliane M. Piano.

Granjas certificadas

Claudete e Flavio Kaiser, de Km 13 em Pato Bragado, têm aproximadamente 300 matrizes e já estão com a propriedade certificada desde 2020. Na atividade há vários anos, o casal comenta que para a certificação houve muito trabalho, mas nada de grande dificuldade, em maioria, tratavam-se de questões de adaptação e ajuste. “Com tudo organizado até nos animamos mais com o trabalho, agora são coisas que fazem parte do nosso dia a dia”, comenta Claudete ao falar sobre o manejo e as questões que envolvem o checklist de certificação e por conseguinte o trabalho diário na granja.

Zootecnista da Copagril, Kelly Daiandra Schneider, o casal Claudete e Flavio Kaiser e a zootecnista da Copagril, Liliane Maria Piano

_

O casal ainda lembra da importância da equipe do Fomento Suínos no trabalho de certificação e manejo diário. “A equipe da Copagril sabe conversar e são companheiros, explicam e orientam, não são de pegar no pé, mas falam ‘assim é melhor’ e dizem como e porque fazer. São como amigos”, elogia Flavio.

Em Vista Alegre, no município de Entre Rios do Oeste, também na modalidade UPD (Unidade Produtora de Desmamados),o cooperado José Carmo Lerner passou a ser produtor certificado após as mudanças e ele conta com o filho Cláudio para administrar a atividade, que atualmente tem mais de 200 matrizes. “O importante é cuidar sempre, fazer o trabalho correto bem feito todos os dias”, explica José.

Zootecnistas da Copagril, Liliane Maria Piano e Kelly Daiandra Schneider e o casal, Lucia e José Lerner

_

Produzir mais e melhor

A família Conrat, de Curvado, também tem a granja certificada há um ano, atuando no segmento de Creche com quase 2500 animais alojados. Heriberto e Juliana começaram o trabalho em 2012 – uma das primeiras granjas na modalidade, quando trocaram a rotina na cidade pela agropecuária, e agora, depois da certificação, estão planejando a ampliação para dobrar a produção e atender a demanda da Copagril. “Como já era uma granja anterior, tivemos muitas mudanças e adequações, mas tudo deu certo. Estamos planejando a ampliação e agora vamos ter a oportunidade de, desde o começo, fazer tudo conforme as normativas”, descreve Heriberto ao falar dos planos e do trabalho na propriedade que envolve toda família, inclusive os filhos Gabriela Eloise e Luiz Henrique.

“Temos trabalho e isso é gratificante, assim também vemos que a cada ano está melhorando e por isso o interesse na ampliação. Com a certificação tivemos que nos adaptar e mudar algumas coisas, como documentação e organização do dia a dia, mas sabemos que é importante porque fazemos parte de toda a cadeia de produção do suíno e estamos produzindo com qualidade”, reforça Juliana.

Zootecnista da Copagril, Vanessa Wommer; e a família Conrat, Heriberto, Juliana e os filhos Gabriela e Luiz

_

Mercado exigente

O Programa de Certificação faz parte do plano de qualidade da Copagril por meio da cooperativa central Frimesa que recebe e industrializa a produção da carne suína, de modo a atender as exigências de qualidade e segurança alimentar de mercados nacionais e internacionais cada vez mais exigentes. Os pilares do programa abrangem questões sanitárias, de bem-estar animal, biosseguridade, rastreabilidade, proteção ao meio ambiente e trabalhador, para padronizar o processo e os animais, fortalecendo e intensificando o modelo de industrialização.

Uma das primeiras granjas na certificação é dos cooperados Leandro e Cladis Schuster, na Linha Divisa em Entre Rios do Oeste. Eles se mobilizaram para certificação desde 2014 e atualmente tem aproximadamente 900 animais na modalidade Terminação, agora estão realizando as obras para ampliação e pretendem dobrar a produção, chegando a quase 1800 animais. “Já estamos trabalhando nos moldes de certificação há alguns anos, agora o trabalho está, digamos, mais fácil. Agora é manter, fazer o correto no dia a dia”, completa o cooperado Leandro.

A médica veterinária da Copagril, Luise Thauane Stofalete; a zootecnista da Copagril, Geraldyne Nunes Wendt; o casal Leandro e Cladis Schuster e os filhos


*Matéria divulgada na Revista Copagril Edição 119 (janeiro/fevereiro/março). Você pode conferir o conteúdo original em: https://www.copagril.com.br/revista/90

**Conteúdo produzido com a colaboração do Fomento Suínos Copagril.

Fotos:


Outras Notícias:


Sede Administrativa
Rua Nove de Agosto, 700
Marechal Cândido Rondon - PR
CEP: 85960-000

Fone: (45) 3284-7500 -
Redes Sociais
SAC
Copyright® Copagril - Todos os direitos reservados - Política de Privacidade Produzido por BRSIS